O Amor é Fodido PDF é O Amor PDF/EPUB ²



10 thoughts on “O Amor é Fodido

  1. Sofia Teixeira Sofia Teixeira says:

    Ora a est um livro que fodido de se ler Perdoem me a linguagem, ou n o, n o faz diferen a Tal como n o faz diferen a se se gosta ou n o desta obra O Amor Fodido daqueles livros que dificilmente criam consenso, tal como dificilmente apaziguam quem l At mesmo a escrita inconstante Assumido pelo pr prio autor que este livro s foi publicado, assim em cru, porque queria publicar algo antes dos 40 anos, mesmo quando se mudou para a Porto Editora decidiu manter como estava, sem altera Ora a est um livro que fodido de se ler Perdoem me a linguagem, ou n o, n o faz diferen a Tal como n o faz diferen a se se gosta ou n o desta obra O Amor Fodido daqueles livros que dificilmente criam consenso, tal como dificilmente apaziguam quem l At mesmo a escrita inconstante Assumido pelo pr prio autor que este livro s foi publicado, assim em cru, porque queria publicar algo antes dos 40 anos, mesmo quando se mudou para a Porto Editora decidiu manter como estava, sem alterar nada E acho bem, afinal tamb m imposs vel voltar atr s no tempo e reescrever a nossa vida, n o Mas isto s o tudo perspectivas, claro J tinha este livro na minha estante desde a Feira do Livro e nem o comecei a ler por achar que o amor fodido, disso eu tenho a certeza lindo e maravilhoso e juntamente com a paix o causa todas aquelas sensa es arrebatadoras, mas verdade seja dita que quando corre mal, tudo se torna imprevis vel E este livro todo ele sobre uma data de obsess es em persegui o de um amor que se sabe ser disfuncional, doentio, baseado em premissas loucas que culmina em desastres e viv ncias que se tornam em parte presente, em parte passado, numa fus o entre o agora e as recorda es.Gostei mais de umas partes do que de outras Acho que um livro muito realista para uma realidade precoce da vida de qualquer pessoa Ou assim poderia ser caso se partisse do princ pio que medida que a idade avan a aprendemos com a experi ncia N o gostei muito da maior parte da narrativa do ltimo ter o da hist ria N o me disse absolutamente nada Ainda assim a primeira metade compensa bem pelo restante Se me perguntarem se aconselho o livro, nunca vou dizer que n o, mas direi sim com restri es, dependendo se conhe o bem ou n o a pessoa que me fizer essa pergunta Acho que a interpreta o vai ser sempre muito pessoal e haver sempre quem n o goste Como disse ao in cio, n o consensual, mas que n o se perde nada em ler, n o Talvez at se ganhe, pelo menos um ligeiro abrir olhos


  2. Sónia Sónia says:

    Quando leio e, posteriormente, comento um livro meu apan gio fazer a distin o entre o meu gosto pessoal e o que relatado na est ria Da mesma forma como posso dar pontua o m xima, na minha ptica, pela qualidade liter ria duma obra ou pelas emo es que me suscita Poucos s o os casos em que tal ocorre em simult neo, confesso Com tudo isto quero dizer que posso n o me identificar minimamente com o conte do de uma obra mas gostar da mesma Foi o caso deste livro manifestamente exagerado , Quando leio e, posteriormente, comento um livro meu apan gio fazer a distin o entre o meu gosto pessoal e o que relatado na est ria Da mesma forma como posso dar pontua o m xima, na minha ptica, pela qualidade liter ria duma obra ou pelas emo es que me suscita Poucos s o os casos em que tal ocorre em simult neo, confesso Com tudo isto quero dizer que posso n o me identificar minimamente com o conte do de uma obra mas gostar da mesma Foi o caso deste livro manifestamente exagerado , bastante depressivo, sofrido e faz uma an lise do Amor que n o corresponde minimamente ao que penso Tal n o impede, contudo, de acreditar que haja as que levam ao limite Narrado em retrospectiva permite uma reflex o sobre as rela es amorosas que se tomam por adquiridas Junte se a isso a sensa o de solid o no Amor, quando n o se visto nem achado nem sentido e tem se um livro pol mico Isso conseguido atrav s de avan os e recuos na vida de Jo o Desde a altura em que ainda vivia com Teresa at ao lar de idosos onde reside e se permite a conversas surreais sobre a tem tica Na grande maioria com frases curtas e directas E perturbadoras, porque n o Confesso que achei algumas das passagens exageradas, principalmente no que diz respeito ao vern culo, embora tal n o me incomode particularmente Tanto que fiquei com bastante vontade de ler a restante obra do autor Contudo, a frequ ncia com que tal usado acaba por ser desnecess ria Quem conhece um pouco do percurso de Miguel Esteves Cardoso sabe que n o envereda por terrenos f ceis e desbrava os de forma c ustica Por ltimo, uma palavra para a pol mica que este livro suscitou quando foi lan ado, em 1995 Julgo que basicamente ter sido pelo t tulo Porque quem o tomou por proscrito n o ter tido oportunidade de o ler, certamente E de ver que, ao seu estilo, Miguel Esteves Cardoso fala dum lado negro do Amor como ningu m Aconselho a todos, principalmente aos pudicos e ou a quem ainda acredita em contos de fadas


  3. Valdemar Gomes Valdemar Gomes says:

    Composto de frases pseudo po ticas ou ser que toda a poesia falsa fora de contexto guiado por uma hist ria ruim e confusa Ignorando as passagens racistas afirma a personagem principal que a Teresa sua amada bem odiada daquelas putas que gostariam de ser violadas por uma cambada de pretos e os coment rios sexistas, este livro resume se a nada um livro que foi escrito no mbito de shock value desde o t tulo at ao fim O problema sendo que n o tenta provar nada Poderia estar a t Composto de frases pseudo po ticas ou ser que toda a poesia falsa fora de contexto guiado por uma hist ria ruim e confusa Ignorando as passagens racistas afirma a personagem principal que a Teresa sua amada bem odiada daquelas putas que gostariam de ser violadas por uma cambada de pretos e os coment rios sexistas, este livro resume se a nada um livro que foi escrito no mbito de shock value desde o t tulo at ao fim O problema sendo que n o tenta provar nada Poderia estar a tentar representar o esc rnio e a f ria exagerada com o qual o amor nos abandona, mas feito de uma maneira t o consistente e sem ind cios dessa consci ncia que conclui se que mero dio imbu do em papel A escrita passa de chocante e nojenta para aborrecida e sonolenta H pelo menos 2 cap tulos onde o leitor tem de aturar a personagem a escrever como um homem das cavernas Teresa m , m mulher, ela fazer mal, mal n o ser bom para mim, m , m mulher O livro em si terrivelmente repetitivo, falando sobre e somente sobre a Teresa, a mulher que parecia a Teresa e aquela mulher que talvez fosse a Teresa escondida.H escritores que usam o cad ver de rvores para plantar novas ideias e imagens vital cias Mas n o caso do MEC Ele o tipo de escritor que depois de ter se lido o livro, prefere se que tivesse vivido a rvore.Fun fact Ad Hominem ou ter em conta a sua tend ncia reaccion ria, o MEC foi um delegado pol tico para o partido Mon rquico e co geriu uma revista com o Paulo Portas


  4. Rita Leite Rita Leite says:

    n o tenho muito a dizer sobre este livro l se bem um bocado controverso n o empatizei com as personagens, mas tamb m n o deixei de gostar delas a que deve estar a controv rsia.


  5. Inês Inês says:

    Comecei por n o gostar, quase lutei para ultrapassar as primeiras 70 p ginas pensando c para comigo isto vai levar 2 estrelas O estilo era man aco depressivo e estava longe de me fazer lembrar as centenas de brilhantes cr nicas que j li deste senhor Mas h um epis dio a meio do livro que me fez rir s gargalhadas e reacendeu a vontade de ler o resto E depois desse seguiram se outros e comecei a gostar sinceramente deste livro 4 estrelas e n o se fala mais nisso Mas eis que l para o f Comecei por n o gostar, quase lutei para ultrapassar as primeiras 70 p ginas pensando c para comigo isto vai levar 2 estrelas O estilo era man aco depressivo e estava longe de me fazer lembrar as centenas de brilhantes cr nicas que j li deste senhor Mas h um epis dio a meio do livro que me fez rir s gargalhadas e reacendeu a vontade de ler o resto E depois desse seguiram se outros e comecei a gostar sinceramente deste livro 4 estrelas e n o se fala mais nisso Mas eis que l para o fim volta a descambar, demasiados cap tulos a ro ar o exagero e a coisa acabou nas 3 estrelas.Em todo o caso, h que fazer uma v nia ao MEC, um g nio desta dif cil tarefa de juntar palavrasO mundo inteiro muitas vezes muito pouco, para quem n o est procura de nada Os pesadelos s o as ins nias de quem consegue dormir As l grimas das raparigas refrescam me Levantam me o moral s vezes lambo as dos cantos dos olhos S o mini margaritas, sem lcool, inteiramente naturais Dizer N o chores funciona sempre, porque s mencionar o verbo chorar emociona as e liberta as, dando lhes carta branca para chorar ainda mais S intervenho com piadas e palavras de esperan a e de amor quando elas v o longe de mais e come am, por exemplo, a pingar do nariz


  6. Diana Marques | Papéis e Letras Diana Marques | Papéis e Letras says:

    A raw, intense, violent and sexually explitic book, that reveals the nature of an obsessive love Or the nature of a lover left broken hearted, love truly is f cked up.


  7. Sara Louro Sara Louro says:

    Comprei este livro com bastante espectativa Sempre gostei muito de ouvir o Miguel Esteves Cardoso, e depois de devorar o programa que realizou com o Bruno Nogueira, achei que seria a altura ideal para ler um livro dele.N o fiquei assim t o bem impressionada como esperava Fico inclusivamente com a sensa o de que necessito ler outro livro dele para tirar conclus es.Sobre este livro em particular, tenho a dizer que tem parte que gostei muito e outras que n o gostei nada.


  8. Bárbara Rodrigues Bárbara Rodrigues says:

    Das coisas mais estranhas que eu j li.


  9. Joana M Joana M says:

    Foi a 2 vez que lhe peguei, a 1 tinha o abandonado a ao fim de 50 p ginas Desta 2 vez comecei novamente por n o gostar, quase que o estive a p r de lado Tudo muito exagerado, muito man aco depressivo Muitos palavr es que n o me incomodam, mas houve alturas em que achei que n o eram necess rios Mas insisti e no final posso dizer que gostei.


  10. Yolanda Yolanda says:

    Dos melhores que j li


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

O Amor é Fodido [Read] ➫ O Amor é Fodido Author Miguel Esteves Cardoso – Natus-physiotherapy.co.uk Quanto mais vou sabendo de ti, mais gostaria que ainda estivesses viva S dois ou tr s minutos o suficiente para te matar Merecias uma morte mais violenta Se eu soubesse, n o te tinha deixado suicidar Quanto mais vou sabendo de ti, mais gostaria que ainda estivesses viva S dois ou tr s minutos o suficiente para te matar Merecias uma morte mais violenta Se eu soubesse, n o te tinha deixado suicidar com aquelas mariquices todas Aposto que n o sentiste quase nada N o est certo Eu n o morri e sofri mais do que tu.