Nome de Guerra Epub õ Nome de MOBI :Ê


  • Paperback
  • 174 pages
  • Nome de Guerra
  • José de Almada Negreiros
  • Portuguese
  • 20 December 2016
  • 9789723706529

10 thoughts on “Nome de Guerra

  1. Maria Ferreira Maria Ferreira says:

    Nome de GuerraNome cada um tem o seuGuerra é todo o sentimento ue o humano trava consigo próprio numa busca incessante de se encontrar e de encontrar o seu lugar no mundo “Todos uantos intervém na vida dos outros uer seja em seu favor ou contra são afinal de uma cobardia ue escapa à observação dos mais atentos Cobardes por duas razões a primeira por serem incapazes de se reconhecer e darem a conhecer o seu próprio caos pessoal para a aceitação geral; a segunda porue ao intervirem na vida dos outros uer seja em seu favor ou contra são também incapazes de abnegar da sua própria pessoa Se alguém decide da sua vida para servir os outros e não renuncia a si mesmo em ue poderá então ser euânime e admirável justo e elucidativo? Respeitemos os ue a tanto se afoitaram e se decidiram mas desprezemos os ue fingemA condição para saber ver ao longe é estarmos dentro de nós se se trata do próprio ou de ter renunciado a si mesmo se se trata dos outros” p 225Este romance escrito em 1925 por José Almada Negreiros retrata a história de um homem trintão culto provinciano rico fruto de uma educação demasiado rígida demasiado mimado e demasiado protegido Antunes decide vir para Lisboa aconselhado pela família afim de se encontrar e de encontrar o seu lugar no mundo Conhece Judite nome falso uma jovem de 19 anos a uem a vida nada fora simpática com ascendentes pobres maltratada pela sociedade sem instrução mas com um porte escultural e bonita Sobrevive com o dinheiro ue recebe dos homens pelos seus serviços Criatura afável mas com grande conhecimento de si própria e dos outros sabe bem o ue uer da vida Viver Judite dorme de dia e vive à noite nos clubes noturnosPor “divertimento” de um amigo do pai de Antunes e no final de uma noite de copofonia trancaram Judite e Antunes no uarto de hotel mas Entre ele e a mulher nua a sua educação punha uma distância ue não era destruída pelo desejo da carne A sua educação obriga o a uma posição vertical com os braços bem junto do corpo a cabeça direita e os olhos em frente para ser um homem diferente de um animal O Antunes via ue a sua educação e a realidade estavam em guerra A realidade por ironia tinha posto uma mulher nua nos braços da sua educação Se para o homem foi embaraçoso para Judite foi novidade tal procedimento de forma ue ao sentir admiração por ele e sabendo o rico pensara nele como um passaporte para uma vida mais afortunada Antunes e Judite foram morar juntosEsta história é igual a muitas outras ue versam sobre a temática do amor entre duas personagens de níveis sociais diferentes gostos diferentes e vivências diferentes dá nos a entender ue cada macaco deve estar no seu galho uem teve a pouca sorte de nascer num meio miserável continuará a ser miserável uem nasceu num meio abastado permanecerá nesse meio O ser humano é fruto do seu meio sociocultural e alterar esse meio é por em causa tudo auilo ue nós somos e de onde provimos Antunes entrou na vida de Judite para se encontrar anulou se a si próprio para chegar a ela e sentiu se infeliz Judite uis mudar se a si própria para conuistar Antunes mas não o conseguia compreender Moral da história Não te metas na vida alheia se não ueres lá ficar


  2. André André says:

    Um verdadeiro prazer É uma pena ue a obra literária de Almada Negreiros nunca tenha tido o reconhecimento merecido


  3. Ricardo Alves Ricardo Alves says:

    Um estilo ginasticado em ue se reconhece sem dificuldade a escrita de Almada tanto em prosa como na própria poesia Esse estilo é mesmo o ue salva o livro hoje em 2016 pois se o confronto entre o real e o ideal entre indivíduo e sociedade entre irreverência e conformismo ou rebeldia e domesticação são temas de sempre o pano de fundo é mais do ue circunscrito como não podia deixar de ser provavelmente Grande livro em 1925 ano em ue foi escrito mas não editado o ue ocorreria só em 1938 pelas mão de João Gaspar Simões e por essa altura já não tão grande uma vez ue entretanto se publicara o «Elói ou Romance numa Cabeça» do mesmo JGS o «Jogo da Cabra Cega» de José Régio e «Sedução» de José Marmelo e Silva embora nenhum deles seja ou fosse AlmadaTomarmos «Nome de Guerra» nos dias de agora como obra prima será manifesto exagero o ue não significa ue tenha deixado de ser um excelente digamos romance A minha obra prima de Almada poderá ser talvez «A Cena do Ódio» Mas a literatura escapa se nos e sempre será mais do ue entusiasmos e embirrações particulares


  4. Joana Joana says:

    Não te metas na vida alheia se não ueres lá ficar


  5. Pedro Varanda Pedro Varanda says:

    Uma surpresa este livro Dinâmico divertido surreal louco mostra nos um lado pouco conhecido deste senhor da cultura


  6. Thomé Thomé says:

    O Almada Negreiros é um modernistaO Almada Negreiros é meio modernista


  7. Mafalda Mafalda says:

    Apart from Manifesto Anti Dantas and some of his paintings I knew very little about Almada Negreiros In fact I didn't even know how much of a pioneer he was We can see his work throughout Portugal be it sculptures paintings uotes or murals he's kind ofeverywhere really But that's a subject for another post For my money or no money really since I use libraries religiously and I advise you all to do the same is it worth it to read Nome de Guerra?I'd say that it's worth it for what it is I'll explain It's Negreiros' only novel and it's a very important work for its time Though it was published in 1938 it was written much much earlier in 1925 Which means that it actually coincided with the Presença magazine movement which Negreiros was also a part of I'd say it's a very relevant book in portuguese literaturebut I didn't really like itIt has a very fragmented structure so you learn the story from short snippets that are not directly linked sometimes The main guy is called Luís Antunes and he's a small town simple guy You can see already where this is going right? If your hunch was goes to the city gets amazed by the sights and the women you are correct He eventually meets a prostitute who calls herself Judite and starts a sort of journey where he discovers who he really is The book doesn't end with him feeling bad about being tainted and wanting to go back to his simple country life No that'sthe middle of the book And then the realizes that he is a new man and that he will make his own life wherever he wants to And that both Maria his country bride and Judite were the same just steps to reach his final goal of fully knowing himselfThe book is also peppered with lots of monologues from the narrator in which he discusses peculiar aspects of life such as why we have names in the first place that serve as a parallel for the events Antunes goes through but they can also be interpreted as his own introspection albeit with a distant toneIn itself as I've mentioned it's a very interesting piece but it didn't captivate me Perhaps it was because I had read similar themed works that I uite enjoyed A ueda Dum Anjo being one of them or maybe it was just his style of writing but really it all boils down to the fact that I couldn't relate to anything Well except for the brothelsExcerptPor sorte a vaca não tem apelidos de família para lhe complicarem a existência Mas como é animal doméstico vem a dar lhe na mesma ue tenha ou ue não tenha apelidos O ser animal doméstico faz com ue fiue dentro da circunscrição dos apelidos da família em casa de uem serve A vaca é «Pomba» «Estrela» «Aurora» ou «Vitória» como uma pessoa podia ser apenas José Maria Luís ou Judite É a domesticidade ue leva a estas designações e para evitar o opróbrio da fria enumeração São feitos da gentileza com facilidades para distinguir Mas a verdade é ue o facto de alguém ser Joana ou Manuel já é mais do ue ser apenas homem ou mulher Ser homem ou mulher é apenas a natureza; chamar se João ou Manuela já é a natureza mais a vida inteira é o problema E se o João é Sousa e a Manuela é Pereira então à natureza e à vida junte se lhes ainda por cima a existência e complicou se o problema


  8. João Biscaia João Biscaia says:

    Peuena pérola Os verdes anos dum triste ue então pode começar a viver Pelo menos não engravidou ninguém


  9. Daniela Daniela says:

    A Judite é é a pedra de toue com ue afinal verifiuei a realidade da minha vida A Judite não é uma mulher é a própria realidade Ela ignora tudo e por isso mesmo ela é sem rodeios a própria realidade A Judite não é gente é uma pedra de toue é um degrau é a entrada é a minha entrada na realidade Passada a entrada chega se à vida e a entrada deixa de ter importância A vida segue e uer os ue seguem e não os ue ficam à porta


  10. Guilherme Geraldes Guilherme Geraldes says:

    Nome de Guerra é um livro de estilo e não um romance de ortodoxia narrativa sujeitando se por isso a uma má aceitação geral Pela defesa cerrada ue Almada fazia dos vanguardistas da sua época entre os uais o gigante Amadeo de Souza Cardoso a uem é dedicado o magnífico poema A Invenção do Dia Claro podemos deduzir ue soubesse de antemão ue a sua obra literária polvilhada por um sarcasmo iconoclasta e um sentido de provocação ue ainda hoje causam comichão a algumas criaturas seria inevitavelmente mal lida e mal amada Um leitor ue ueira comover se levar consigo um rol de episódios com grandes enredos ter muito para dizer uando lhe perguntarem ual a história do livro ou sentir ue as virtudes humanas são amplamente demonstradas nestas personagens não deve pegar nesta obra Este é um romance e aui a categoria treme ue se dá por completo ao estilo e nunca cede à ideia de narrativa clássica não oferecendo portanto ao leitor auilo ue este ueira ler Trata se de um texto desconcertante estilisticamente muito rico filosófico porue provocador e pontuado por uma linguagem poética inimitável Apesar de as grandes dimensões de Almada escritor terem sido a narrativa curta o teatro e o poema Nome de Guerra é uma obra de arte ue põe em causa o cânone aponta cruelmente o dedo à tacanhez nacional ue no fundo é universal e se lê num sopro É visível a influência ue esta escrita de inuestionável originalidade teve na mais significante parte dos nossos melhores escritores contemporâneos de Cesariny a Alberto Pimenta passando por Herberto Helder ou Luiza Neto Jorge Recomenda se mas não a toda a gente


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Nome de Guerra➳ [Reading] ➶ Nome de Guerra By José de Almada Negreiros ➩ – Natus-physiotherapy.co.uk Nome de Guerra é a grande obra de Almada Negreiros no campo da ficção Obra ue se testemunha a obediência do autor a algumas das normas da escrita clássica não perturba no entanto a sua capacidad Nome de Guerra é a grande obra de Almada Negreiros no campo da ficção Obra ue se testemunha a obediência do autor a algumas das normas da escrita clássica não perturba no entanto a sua capacidade de inovação e originalidade Esta obra foi escrita em e é o romance de iniciação de um jovem provinciano proveniente de uma família abastada uando o tio de Luís Antunes o envia para Lisboa ao cuidado do seu amigo D Jorge descrito como “bruto como Nome de MOBI :Ê as casas e ordinário como um homem” com o propósito de o educar nas “provas masculinas” não imaginava o desenlace de tal aventura Apesar de na primeira noite D Jorge ter ficado convencido da inutilidade dos seus préstimos Antunes concluiu ue o “corpo nu de mulher foi o mais belo espectáculo ue os seus olhos viram em dias de sua vida” decidindo se a perseguir Judite Esta “via perfeitamente ue o Antunes não estava destinado para ela” mas “não lhe faltava dinheiro e dinheiro é o principal para esperar para disfarçar para mentir a miséria e a desgraça”Assim se inicia a história de Luís Antunes e Judite ue terminará com a prodigiosa e desconcertante frase “não te metas na vida alheia se não ueres lá ficar”.


About the Author: José de Almada Negreiros

Escritor e artista plástico José Sobral de Almada Negreiros nasceu em S Tomé e Príncipe a de Abril de Foi um dos fundadores da revista Orpheu veículo de introdução do modernismo em Portugal onde conviveu de perto com Fernando Pessoa Além da literatura e da pintura a óleo Almada desenvolveu ainda composições coreográficas para ballet Trabalhou em tapeçaria gravura pintura mur.